quarta-feira, 16 de janeiro de 2008

Acesso à Internet: modalidades, equipamentos e fornecedores do serviço de acesso

Tipos de acessos e equipamento necessário
As pessoas e empresas que não têm a possibili­dade de ter uma ligação directa à Internet terão de recorrer à segunda alternativa: utilizar um acesso indirecto através de um fornecedor de serviço de acesso (ISP).
Neste último caso, existem ainda várias modalida­des possíveis de acesso, consoante as tecnologias disponibilizadas pelo fornecedor desse acesso, como, por exemplo:
*linhas telefónicas tradicionais - em que se utiliza obrigatoriamente um modem e em que as taxas de transmissão vão, normalmente, até um máximo de 56 Kylobits por segundo (Kbps);
*linha RDIS (Rede Digital com Integração de Servi­ços) - que utiliza um adaptador próprio para esta rede e permite usar o telefone e o acesso à Inter­net ao mesmo tempo, a uma taxa de 64 Kbps;
*redes de TV por cabo - acesso à Internet sobre o mesmo cabo que distribui televisão, com taxas de transmissão até 24 Mbps;
*ligações ADSL (Assymetric Digital Subscriber Une) - sistema que, embora utilize as redes telefónicas tradicionais, permite atingir velocidades de trans­missão até 24 Mbps.
*Rede sem fios (Wireless ou WLAN) é um meio flexível de comunicação de dados, alternativa a uma rede com fios (LAN) dentro de um edifício. Usando ondas electromagnéticas, as redes sem fios transmitem e recebem dados pelo ar, criando campus virtuais. Para se ter acesso à Internet através de uma rede Wi-Fi ( também conhecida como Wlan) deve-se estar no raio de acção de um ponto de acesso (normalmente conhecido por hotspot) ou local público onde opere uma rede sem fios e usar um dispositivo móvel, como um computador portátil. Atingem velocidades de 54Mbps.
*A cobertura 3G está em acelerada expansão. A velocidade de acesso depende do tipo de cobertura existente nesse local, podendo oferecer velocidades de download até 7,2 Mbps.